domingo, 4 de dezembro de 2016

Chegou a hora? Cientista adverte que humanidade pode se extinguir neste século


Um cientista revelou que existe uma probabilidade entre quinhentas de que a raça humana possa desaparecer a qualquer momento neste século, informa jornal britânico The Independent.

De acordo com um estudo de Fergus Simpson, matemático do Instituto de Ciências do Cosmos, da Universidade de Barcelona, a raça humana já ultrapassou metade de sua história, pois já nasceram mais de metade de todas as pessoas. Assim, ele descobriu que a velocidade com a qual nos reproduzimos é muito mais alta do que a de qualquer outro momento da história, isto reduz significativamente as nossas chances de sobrevivência, comunica The Independent.

A pesquisa de Simpson está baseada no argumento do dia do juízo final, uma teoria probabilística que torna possível prever o número de seres humanos que habitarão o planeta em qualquer momento do futuro com base no número de pessoas que vivem hoje. Assim, o cientista calculou que o risco de verdadeiro apocalipse ao longo do século XXI é de 0.2%, o que implica que a probabilidade de que a nossa espécie não sobreviva neste século equivale a 13%.

De acordo com Simpson, "seria ingenuidade acreditar que o risco anual de uma catástrofe global é muito escasso, independentemente das inferências estatísticas mencionadas anteriormente".

Apocalipse


Não obstante, a conclusão de Simpson é muito mais otimista que alguns estudos anteriores, acima de tudo, do astrônomo britânico Martin Rees, que em sua obra 'A Nossa Hora final: Será o Século XXI o Último para a Humanidade?' sugere que há 50% de probabilidade de a raça humana deixar de existir até o ano de 2100.