quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

A Terra está alimentando a Lua com oxigénio

Os ventos solares transportam os isótopos de oxigénio da Terra para a Lua

Os ventos solares transportam os isótopos de oxigénio da Terra para a Lua


Um grupo de investigadores japoneses descobriu que as plantas terrestres estão a enviar iões de oxigénio para a Lua através da magnetosfera.
A descoberta foi feita através dos dados recolhidos pela sonda espacial japonesa Kaguya enquanto orbitava o satélite natural, entre 2007 e 2009.
Os cientistas afirmam que a Lua recebe diariamente “radiação” energética do Sol, mas durante cinco dias por mês fica à sombra do campo magnético da Terra.
O novo estudo publicado na Nature Astronomy sugere que, enquanto está na magnetosfera da Terra, a Lua recebe iões de oxigénio que não são detetados quando está fora dessa região e não podem ser provenientes do vento solar.
Ou seja, enquanto o campo magnético da Terra protege a Lua das partículas energéticas que compõem o vento solar, também cria “um lençol de iões” feito essencialmente de hidrogénio e de alguns iões de oxigénio dotados de muita energia.
“A ecosfera é estabilizada pela Lua. As plantas fazem a fotossíntese para produzir oxigénio e, em seguida, o oxigénio é transportado para a Lua”, diz Kentaro Terada, da Universidade de Osaka, no Japão.
Esta descoberta pode ajudar a entender de onde vem o oxigénio e o hidrogénio que existem na Lua e se esses elementos podem ser transformados em água.
Segundo as estimativas dos cientistas, nos últimos 4 milhões de anos foram transportadas para a Lua cerca de 106 milhões de toneladas de oxigénio terrestre.
ZAP // Sputnik News